domingo, setembro 07, 2008

Límpido, o horizonte

Vejo, límpido, o horizonte ao fundo e é de mar. Recupero a transparência do olhar e a nitidez das partículas assenta sobre os meus dias de novo. Acho que deixei de te amar. Já não me comovo.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial